terça-feira, 11 de dezembro de 2007

três em um

para Charles Lutwidge Dodson,
ou Lewis Carroll

De dia, coelho; sem ele, Carroll. Sob o sol, o relógio comanda. É sempre tarde. Sempre tarde. Atrasos resultam em cortes de cabeça. Ao entardecer, Alice domina cada parte do corpo - e este vai querendo novidade, surpresa, magia, inspiração. Hora de provar bebidas feitas à base de tintas de Dalí. Tempo de pintar rosas brancas de vermelho. Das 23 em diante, Lewis Carroll; mente em vôo, escrevendo em sonhos a crônica do indizível.

2 comentários:

Gustavo Rios disse...

quando acho que você foi longe, lá vem você superando lá minhas expectativas nem tão domadas assim. um pequeno clássico está escrito aqui. um dos que guardarei em arquivos word. vai rolar, vai rolar (o lance do site)

ian disse...

late
lite
bite
bate
fite
fato
fate
made
mede
tede
rime
rale
role
pede
gate
mini
lide

****

tentei
mas seu txt
vicia

****