segunda-feira, 9 de julho de 2007

confissões I

Para mim, escrever é reiventar nosso absurdo.

Um comentário:

Oroonoko disse...

Maravilha!