terça-feira, 10 de julho de 2007

mantra nervoso

Cenas se repetem na cabeça, como mantras visuais, sensoriais, nervosos. Uma, duas, três, mil vezes e outra de novo. Ciclo infinito de repetições para relembrar aquele momento. Agora ou nunca. Cenas se repetem na cabeça, como mantras visuais, sensoriais, nervosos. Ângulos novos para o mesmo desejo. Cenas se repetem na cabeça, como mantras visuais, sensoriais, nervosos. Uma cerveja agora, um cigarro depois, nada além. Mantras nervosos dão ritmo a essa vida indomável.

4 comentários:

Carlos Barbosa disse...

Tô lincado em você. Abr. Carlos Barbosa (caobarbosa@bol.com.br)

Renata Belmonte disse...

Oi, Katherine!
Obrigada pelo comentário lá no blog. Lindo. Gentileza gera gentileza, né?
Beijos,
Renata

Personagem Principal disse...

Que linda sua msg! Obrigada. Bjs.

Renata Belmonte disse...

Corrigindo: Agradecida!(rs)
Beijos,
Renata