sábado, 14 de julho de 2007

não e sim

- Desejo, e desejo com força, beijar-te agora, então não fujas mais.
- Não posso.
- Só nós dois saberemos.
- Não posso.
- Apenas uma vez.
- Não posso.
- Assim...
- Não... Sim...

2 comentários:

Carlos Barbosa disse...

Oi. Fez um calor estranho hoje. Houve, aprouve, couve sem feijoada. Depois das horas, carambolas. Vôte. Abr. Carlos Barbosa

Anônimo disse...

Sim..quer dizer...Caramba, nota dez! Aquele abraço. Thiago.