sábado, 9 de fevereiro de 2008

o eterno

"Mundo, confranges-me por existir.
Tenho-te horror porque te sinto ser.
E compreendo que te sinto ser
até as fezes da compreensão."
(Fernando Pessoa)

É tão fugidio o que é eterno que, quando vejo, já não vejo - desenxergo o pensamento pelo êxtase de tê-lo tido. Se acredito, erro. E se duvido, também. Porque tudo é erro e acerto ao mesmo tempo. Acertos consistem muitas vezes em não agir.

3 comentários:

gerald disse...

Uma dor!!!
Qualquer dor!!
Existe uma dor!
Minha e sua
talvez nossa
uma vontade de explodir
o peito não morrer.

Kátia Borges disse...

Tem a ver com I ching? O I Ching tem um hexagrama que diz exatamente isso, só que com outras palavras. Manter as costas imóveis significa não agir e, assim, atravessar a adversidade. Bjs

SANDRO ORNELLAS disse...

huummm.... pessoana, heim?